R. Joaquim Floriano, 466 - Cj. 1014 (esquina com a R. Bandeira Paulista)

Itaim Bibi, São Paulo, SP

Tel/fax: 2165.2384 - 96307.5857

e-mail: dr.andredonato@gmail.com

Consultório

Ortopedia e Traumatologia, Cirurgia do Pé e Tornozelo, Medicina Esportiva. Tratamento e prevenção das lesões ortopédicas do joelho, tornozelo e pé.

Como Escolher Seu Calçado

Aqui vão algumas dicas e curiosidades sobre calçados que podem ajudar a evitar sério problemas com os pés.

Estima-se que o homem começou a usar calçados entre 26 mil e 40 mil anos atrás. Esta foi a época em que os dedos dos pés, com exceção do dedão, começaram a ficar mais finos e fracos, uma mudança que justificou a invenção de sapatos mais resistentes. Acredita-se que nossos ancestrais tenham começado a envolver os pés com algum tipo de proteção muito tempo antes disso, cerca de 500 mil anos atrás. Neste período, o objetivo principal era a proteção dos pés contra os fatores agressores do solo (calor, frio, terrenos acidentados).

O uso de calçados que lembram os que são hoje utilizados é um hábito muito mais recente. Com a evolução das sociedades, a produção de calçados se sofisticou e estes assumiram diferentes aspectos e importância entra as mais diversas culturas pelo mundo. Hoje, escolhemos o tipo de calçado segundo tendências da moda, ocasião social, exigências profissionais, etc... Acabamos por esquecer do princípio fundamental no momento da escolha: o conforto.

Problemas como calos, "joanetes" e deformidades nos dedos podem ser ocasionados ou agravados pelo uso de calçados inadequados (saiba que 9 entre cada 10 casos de"joanete" afetam as mulheres !!!).

Pensando nisso, a Associação Brasileira de Medicina e Cirurgia do Pé organizou uma lista de dicas que podem ajudar muito na hora de escolher o calçado:

  1. As mulheres não devem usar saltos maiores que 6 cm.
  2. Experimente o calçado sempre ao final do dia, quando os pés estão mais inchados.
  3. Calce sempre os dois pés do calçado pois a maioria das pessoas tem um pé maior do que o outro.
  4. Deve haver um espaço correspondente à largura do seu polegar entre a ponta do sapato e o dedo do pé mais longo.
  5. Caminhe um pouco com o novo calçado e certifique-se de que consegue movimentar todos os dedos livremente.
  6. Compre o calçado considerando o tamanho que melhor se ajusta ao seus pés e não pela medida que você acredita que calça pois os pés aumentam de volume à medida que envelhecemos.
  7. E por último, se você sentir os pés apertados, não compre o sapato pois o tal "período de laceamento" que os fará mais confortáveis é papo de vendedor!

Perceba que é impossível este pé caber confortavelmente neste sapato!!!

Você acha que seus pés foram feitos para andar nesta posição?