R. Joaquim Floriano, 466 - Cj. 1014 (esquina com a R. Bandeira Paulista)

Itaim Bibi, São Paulo, SP

Tel/fax: 2165.2384 - 96307.5857

e-mail: dr.andredonato@gmail.com

Consultório

Ortopedia e Traumatologia, Cirurgia do Pé e Tornozelo, Medicina Esportiva. Tratamento e prevenção das lesões ortopédicas do joelho, tornozelo e pé.

PRP (Plasma Rico em Plaquetas)

O que é PRP?

A sigla PRP é a abreviação do nome Plasma Rico em Plaquetas. O plasma é a parte líquida do sangue que carrega consigo os glóbulos vermelhos (células que transportam oxigênio), os glóbulos brancos (células responsáveis pela defesa do organismo contra agentes invasores, como os vírus e as bactérias) e as plaquetas (pequenos fragmentos celulares que são muito importantes na coagulação sanguínea). As plaquetas, além de participarem ativamente no processo de coagulação, produzem algumas substâncias que são muito importantes na estimulação do processo de cicatrização de lesões em vários tecidos do corpo humano. Plasma Rico em Plaquetas é a substância obtida a partir do processamento do sangue em centrífugas de alta velocidade, capazes de separar as plaquetas dos glóbulos brancos e vermelhos. O resultado deste centrifugação é um plasma com altíssima concentração de plaquetas e substâncias capazes de estimular a reparação de lesões crônicas e acelerar a recuperação de tecidos lesados, como pele, músculo, ligamentos, tendões, etc.

Tratamento com PRP.

Há alguns anos, um grupo de cirurgiões dentistas passou a utilizar o PRP em tratamentos dentários com grande sucesso. Desde então, sua utilização vem sendo expandida para outras áreas das ciências biológicas. O PRP vem revolucionando o tratamento de lesões nos mais variados campos da medicina (dermatologia, cirurgia plástica, ortopedia, medicina esportiva,etc.). Atualmente já há vários estudos científicos sérios que demostram benefícios indiscutíveis no tratamento de lesõesortopédicas com o PRP.Na prática, o tratamento é bem simples. O concentrado de plasma e plaquetas, obtido após a centrifugação do sangue do próprio paciente, é aplicado diretamento sobre a lesão. A aplicaçao pode ser feita também no final de procedimentos cirúrgicos, no intuito de reduzir o período de recuperação pós operatório.

Qual a indicação do uso de PRP?

Na verdade, o PRP tem sido utilizado como opção terapêutica para algumas lesões de menisco, lesões da cartilagem articular, Osteoartrose, tendinites crônicas, epicondilites, entre outras. O objetivo é estimular a regeneração tecidual e evitar a realização de possíveis procedimentos cirúrgicos. Mas, também se mostra eficaz quando utilizado com o objetivo de reduzir o tempo de recuperação de atletas que sofreram lesões musculares, lesões de ligamentos e quando utilizado como terapia coadjuvante nas cirugias de recontruções ligamentares, reparos de tendões e lesões de cartilagem.

Quais as contra-indicações do PRP?

Até o momento, não há nenhuma contra-indicação ou efeitos colaterais relatados devido ao uso do Plasma Rico em Plaquetas, pois este é obtido a partir do sangue colhido do próprio paciente, que é injetado no local da lesão após o preparo na centrífuga.


O advento do PRP, devido à sua fácil obtenção e preparo e ao seu excelente perfil de segurança, abre novas portas no tratamento das lesões esportivas e ortopédicas. Ainda pouco difundida no Brasil, esta terapia de resultados promissores já está disponível nos grandes centros com São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador, fazendo parte das opções de tratamento oferecidas aos pacientes pelos melhores ortopedistas e médicos do esporte.


Para maiores informações consulte o médico de sua confiança.